Após estreia, jornalistas do Loading se demitem e denunciam censura

Loading
Jornalistas do Loading se demitem e denunciam censura (Imagem: Reprodução/ Instagram)

Menos de uma semana após estreia oficial na TV aberta, o Loading já vive uma crise interna que promete render desdobramentos. Isso porque o canal está sendo acusado de censura por alguns jornalistas, que até pediram demissão.

Em suas redes sociais, os profissionais do programa Metagaming, focado em e-sports, alegam que toda a equipe pediu o cancelamento de contrato após problemas.

Uma das apresentadoras do formato, Bárbara Gutierrez, por exemplo, ressaltou que “não conseguiria falar sobre assuntos importantes” e desabafou sobre a saída.

“Hoje, não faço mais parte da Loading, assim como a editoria inteira do Metagaming – todos nós estamos fora do projeto. Agradeço demais à equipe incrível da qual fiz parte, que conseguiu entregar dois programas maravilhosos apesar das dificuldades”, escreveu ela.

A apresentadora ainda disse: “Sendo assim, partimos em caminhos distintos… E sigo de cabeça erguida. Obrigada a todos que me acompanharam por lá e principalmente quem continuará me seguindo. Saímos disso mais fortes – é para isso que sempre trabalhei nestes seis anos de esports”.

Ex-repórter do Grupo Globo, Chandy Teixeira publicou no Twitter uma receita de bolo, uma clara referência ao período da Ditadura Militar, quando jornais sofriam com a censura. “O salário compra a força de trabalho, mas jamais a alma e a dignidade”, disparou ele.

O RD1 entrou em contato com a assessoria do Loading, que até o fechamento desta matéria não havia enviado uma resposta sobre o assunto.

O post Após estreia, jornalistas do Loading se demitem e denunciam censura apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.

Similares

Advertisment

Popular

Arrecadação federal cai 6,9% em 2020

Desonerações para enfrentar pandemia contribuíram para queda

Reprodução da foto na autenticação é novo tipo de golpe no e-commerce

Fraudadores passaram a capturar imagens do consumidor em redes sociais para fazer compras e saques ilícitos

São Paulo, os 467 anos da terra prometida

Tive muitas vidas na cidade. Todas foram invariavelmente boas