Bolsa volta ao melhor nível desde janeiro

Dólar sobe para R$ 5,10 em dia de ajustes

O Ibovespa está no maior nível desde 24 de janeiro, quando tinha encerrado aos 118.178 pontos

Num dia de euforia no mercado de ações, a bolsa de valores retomou os níveis observados no fim de janeiro. O dólar fechou pouco acima de R$ 5,10 num dia de ajustes no mercado externo após a reunião do Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano. O índice Ibovespa, da B3, fechou esta quarta-feira (16) aos 117.941 pontos, com alta de 1,5%. Ao longo do dia, o indicador chegou a ultrapassar os 118 mil pontos, mas perdeu fôlego perto do fim da sessão. O Ibovespa está no maior nível desde 24 de janeiro, quando tinha encerrado aos 118.178 pontos.

No mercado de câmbio, o dólar operou em alta durante quase todo o dia, encerrando o pregão vendido a R$ 5,106, com valorização de 0,3%. A divisa acelerou a alta durante a tarde, depois que o Fed decidiu manter os juros básicos nos Estados Unidos entre 0% e 0,25% ao ano. Apesar da decisão do Fed ser esperada, o dólar subiu em todo o planeta após o fim da reunião do Banco Central norte-americano, num movimento de ajuste depois de quedas nos últimos dias. O órgão informou que decidiu manter o programa de compra de ativos de empresas em dificuldade enquanto durar a recessão provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A expectativa de que a maior economia do planeta continue a ser socorrida influenciou o mercado de ações norte-americano. O índice Nasdaq (das empresas de tecnologia) subiu 0,5% e renovou o fechamento recorde. O índice Dow Jones (das empresas industriais) recuou 0,1%, mas o S&P 500 (das 500 maiores empresas) ganhou 0,1%.

*Com informações da Reuters

Similares

Advertisment

Popular

STF decide a favor dos contribuintes sobre ICMS na base de cálculo do PIS/Cofins

Ministros excluem ICMS destacado em nota fiscal da cobrança dos tributos federais Por outro lado, decisão favorece União porque só vale a partir de...

IBC-Br indica alta de 2,3% no primeiro trimestre

Na comparação com março de 2020, a prévia do PIB registrou expansão de 6,26% Em 2021, a economia brasileira iniciou o ano em...

Confiança da indústria está maior em maio

A alta encerrou um ciclo de quatro quedas consecutivas CNI também nota otimismo mais disseminado entre os diversos...