Fitch mantém rating do Brasil, mas com perspectiva negativa

Para a agência, o país é vulnerável a choques, incluindo mudanças na confiança dos investidores

Luz amarela: Fitch reconhece o comprometimento da equipe econômica com as reformas em 2021, mas alerta que o ambiente político segue desafiador

A Fitch Ratings anunciou nesta quarta-feira (18) que decidiu manter o rating do Brasil em “BB-“, com perspectiva negativa. Em maio, a perspectiva havia sido reduzida de “estável” para “negativa”. Segundo a Fitch, a decisão reflete a severa deterioração do déficit orçamentário e da dívida pública este ano. A agência de classificação de risco também cita as persistentes incertezas quanto às perspectivas de consolidação fiscal, incluindo o teto de gastos.

Para a Fitch, o Brasil é vulnerável a choques, incluindo mudanças na confiança dos investidores. A agência reconhece o comprometimento da equipe econômica com as reformas em 2021, mas alerta que o ambiente político segue desafiador. A agência afirma ainda que espera que a economia se recupere a partir do ano que vem, mas sublinha que a incerteza em torno dos desenvolvimentos políticos e políticas econômicas, combinada com um aumento global dos casos de coronavírus, continua a obscurecer o cenário.

Similares

Advertisment

Popular

O ar que me falta

Três razões tornaram a leitura do livro de Luiz Schwarcz uma experiência fulminante

BC estende acordo com Fed até fim de setembro

Contrato especial de swap vigorará por mais seis meses

Governo do RS divulga os primeiros vencedores do edital Techfuturo

Programa investirá R$ 5,6 milhões em 37 iniciativas