Os livros que Creso Suerdieck Dourado sugere leituras para estudar o mercado financeiro

Para se especializar em uma área, é essencial aprender e procurar sempre adquirir conhecimento e com mercado financeiro, isso não é diferente. Na opinião de Creso Suerdieck Dourado boas e certas leituras sobre o universo financeiro é primordial. 

  • Livros que todo gestor financeiro deve ler na visão de Creso Suerdieck Dourado:
  • “The Snowball”, de Warren Buffet: Este livro se refere a biografia de Warren Buffet, que já foi considerado o homem mais rico do mundo. É um livro interessante para quem deseja descobrir e replicar os segredos de sua vida profissional e ter muito sucesso.
  • “Mercado Financeiro”, de Eduardo Fortuna: Para Creso Suerdieck Dourado, este é outro livro que não pode deixar de ser lido, pois detalha todos os tipos de investimentos e apresenta diversas dicas sobre renda fixa e renda variável, ótimo para quem está aprendendo.
  • “Sonho Grande”, de Cristiane Correa: Retrata a história de Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, pessoas que revolucionaram o capitalismo brasileiro e conquistaram o mundo com um modelo de gestão próprio. Creso Suerdieck Dourado lembra que o livro traz lições essenciais para quem deseja conquistar independência financeira e tem sangue de empreendedor. 
  • “Os Axiomas de Zurique”, de Max Gunther: Este livro é composto por 12 axiomas principais mais 16 secundários, que tem como objetivo dar resposta às dúvidas com as quais o leitor pode ter. O conteúdo é baseado em táticas usadas pelos banqueiros suíços para obter êxito no universo dos negócios.

Na visão de Creso Suerdieck Dourado, é de suma importância sempre se atentar ao que aparece sobre mercado financeiro e sempre buscar novos conhecimentos acerca do tema. 

Similares

Advertisment

Popular

BC iguala limite do Pix ao das transferências eletrônicas

Para compras, passará a valer limite do cartão de débito

Balança comercial tem superávit de US$ 1,1 bilhão em fevereiro

Resultado é o mais baixo para o mês em sete anos

Confiança deixa de ser homogênea entre os segmentos da indústria

ICEI teve resultados setoriais difusos em fevereiro