Rafael Libman explica como jovens e crianças podem aprender inglês com música

Aprender um novo idioma é muitas vezes demorado e entediante para muita gente, por aí há diversos relatos de pessoas que passam anos tentando aprender inglês e não saem do nível básico. Rafael Libman é fluente em inglês e voluntário em um projeto social que ensina inglês para crianças carentes e acredita que há maneiras de aprender o idioma de um jeito mais prazeroso e divertido. 

Os materiais didáticos fazem parte do avanço do ensino do inglês, mas se apegar apenas a eles acaba não sendo uma experiência muito legal para os alunos. 

  • É possível tornar o aprendizado mais divertido? 

Para Rafael Libman, a resposta é sim! É totalmente possível sair do nível básico e pegar fluência no inglês ou em qualquer outro idioma fazendo aquilo que se gosta. 

Vale lembrar que existem pessoas que aprendem inglês com filmes, livros, séries e qualquer outro recurso de preferência. Um dos mais utilizados são as músicas, afinal é possível treinar diversas competências do idioma de uma vez só. 

Rafael Libman explica que um jovem ou qualquer outra pessoa pode pegar uma música favorita, baixar ou imprimir a letra e começar a ouvir. O segredo é prestar atenção na pronúncia das palavras acompanhar a letra e para quem gosta, é interessante cantar também!

Com este hábito, é possível treinar habilidades como: leitura, audição (o famoso e temido listening) e falar. 

Quem passa a adquirir este hábito corriqueiro é capaz de aprender o idioma mais rápido, acelerando competência/habilidades que para muitos demoram anos para serem adquiridas. 

Sendo assim, siga as dicas de Rafael Libman, e comece a melhor seu inglês de forma prática e bem menos entediante, de uma maneira efetiva e muito mais alegre. Afinal, ouvir uma boa música é tudo de bom.

Similares

Advertisment

Popular

PIB fecha 2020 com queda de 4,1%, a maior em 24 anos

Os serviços encolheram 4,5% e a indústria, 3,5%

BC iguala limite do Pix ao das transferências eletrônicas

Para compras, passará a valer limite do cartão de débito

Balança comercial tem superávit de US$ 1,1 bilhão em fevereiro

Resultado é o mais baixo para o mês em sete anos